Buscar
  • Patrícia Mezzomo

A Experiência Analítica




Quando os pacientes começam a se intrigar com o porquê e o para quê de suas palavras, pensamentos e fantasias, quando começam a formular perguntas sobre eles, seu desejo engaja-se na análise.
Bruce Fink

A psicanálise, para além da clínica, é uma teoria do desejo. É uma filosofia da liberdade.


Quando pensamos em psicanálise, pensamos na realização do desejo profundo do indivíduo. Pensamos da experiência analítica como a experiência de perguntas muito mais que respostas. Perguntas de si e de sua existência.


Muito além do estereótipo do indivíduo deitado no divã, falando de suas dores, Lacan nos convida a debatermos sobre o desejo. O que é esse desejo que nos atravessa? O que desejamos? De quem é esse desejo?


Nesse momento é que podemos perceber uma movimentação realmente analíticos. O analisando sai da demanda do seu sintoma, ou seja, abandona um querer resolver seu sofrer, para mergulhar no seu desejo.


Um mergulho no oceano na linguagem social, para encontrar sua própria língua simbólica. Deitar no divã é apropriar-se de um dialeto alheio para tentar simbolizar sua subjetividade, sua individualidade e seu destino.


Destino esse que irá nos propor uma profunda liberdade dentro da grande jaula.



#psicanálise #freud #lacan #prisão #jaula #desejo #pulsão #liberdade #terapia #análise #inconsciente #individualidade #percepção #linguagem #simbólico #sintoma #demanda #psíquico #divã #filosofia #teoria #debate

0 visualização